*Se preferir, acompanhe o post por áudio. Tempo de áudio: 04:52 min

Tempo de leitura: 9 minutos

Para se sair bem no Google é importante conhecer como a ferramenta funciona. Por isso, hoje falaremos como funciona a indexação de sites no Google e tudo que você precisa saber para manter o seu site nas primeiras páginas do buscador.

Antes de mais nada, toda página que precisa ser indexada no Google passa por 3 etapas principais. Isso porque a internet é um universo que está em constante crescimento e a ferramenta precisa de um filtro para posicionar os conteúdos.

Todos os dias, empresas e pessoas criam novos conteúdos, lançam novos sites e aprimoram tecnologias, por isso o Google realiza o rastreamento, a indexação e a publicação de resultados em ordem de qualidade. 

 

Alguns detalhes importantes

Primeiro de tudo você precisa saber que existem diferentes tipos de buscas e suas características. 

Existem os conteúdos pagos e orgânicos e cada um possui suas especificidades. Neste post, falaremos em especial dos conteúdos orgânicos que o Google classifica de acordo com seu algoritmo e enumera em ordem de relevância.

Os conteúdos pagos não são indexados da mesma forma, pois como o nome sugere, eles são classificados através de lances de custo por cliques.

Quais são os primeiros passos:

Segundo o relatório de Suporte Google, a ferramenta utiliza softwares rastreadores da web, que possuem um robôzinho que entra de link em link e detecta as páginas disponíveis ao público. 

Esses robôs, chamados também de Crawlers, levam dados sobre essas páginas para os servidores do Google.

Assim, quando o conteúdo de um site chega para os servidores Google, é feita uma análise das palavras-chave do site, da data de publicação do conteúdo e também um rastreamento dos links existentes.

Tudo isso é registrado no índice de Pesquisa, uma espécie de banco de dados gigantesco que se mantém sempre atualizado.

Para se ter uma ideia, o Índice de Pesquisa tem mais de 100 milhões de gigabytes de tamanho, para comportar todas as informações dos sites da web.

Esse trabalho é inteiro pensando para garantir que nos primeiros resultados do buscador apareçam sempre os conteúdos relevantes para o usuário, que garantam uma boa experiência  com a ferramenta. 

Como funciona a indexação do Google (entenda todo o processo)

  • Rastreamento – Tudo é feito pelo Googlebot, o robô que falamos agora há pouco. Ele realiza a varredura de milhões de sites por dia, avaliando primeiro uma lista de URLs de páginas antigas que foram atualizadas, para depois acessar as mais recentes. 

Toda a avaliação é feita tanto em novos sites, em sites já indexados anteriormente no Google e até mesmo links inativos que estão em sites novos e já indexados.

 

  • Indexação – Após a varredura, o Googlebot processa as páginas e entrega todos os dados coletados para o banco de dados. Nele é realizado um processo de análise das informações relevantes do conteúdo, como as tags de conteúdo, otimização das imagens e tags html de títulos (h2). 

 

  • Publicação de Resultados – Por fim, quando tudo é rastreado e classificado, o algoritmo avalia os termos de pesquisas e a intenção de busca do usuário. Assim ele entrega as páginas relacionadas às palavras usadas na busca pelo usuário.

Portanto, os resultados entregues pelo buscador são os que o Google julga como melhor, segundo os termos da pesquisa do usuário. Para isso, o Google utiliza mais de 200 fatores para selecionar quais resultados apresentar.

Quanto tempo demora para indexar meu site no Google?

Sei que essa deve ser uma das suas maiores perguntas, mas infelizmente não há informações precisas sobre isso. 

Por esse motivo, o ideal é sempre deixar seu site atualizado, com conteúdos relevantes, links ativos e otimização em dia. Até porque não se sabe quando o robozinho do Google pode dar as caras por aí, não é mesmo?

Te vejo no próximo post!