Os profissionais experientes que trabalham com marketing já sabem a importância de usar sites e landing pages para conquistar clientes e aumentar o faturamento das empresas. 

 

No blog de hoje, a gente veio explicar o que é uma landing page, como utilizá-las, quais as diferenças entre ter um site e uma LP para estratégia de marketing e dar dicas para fazer uma landing page de sucesso. Vamos lá:

 

O que são Landing Pages?

 

As landing pages são as páginas de aterrissagem do cliente. Diferente dos sites, elas são mais direcionadas e buscam convencer o cliente de tomar alguma ação, seja comprar um produto, baixar um pdf ou e-book ou  se cadastrar, por exemplo. 

 

Elas são excelentes ferramentas de captação de leads, pois você pode oferecer algum material exclusivo em troca do e-mail.

 

Quando bem elaborada, escrita e otimizada, elas são capazes de gerar altas taxas de conversão. Por isso, a mensagem da página precisa ser clara e extremamente eficiente. 

 

As Landing Pages também te ajudam a diminuir os gastos para conquistar leads e segmentar as oportunidades.

 

Qual a diferença entre Landing Page e Site?

 

Como dissemos, as Landing Pages têm objetivo de transformar um usuário em cliente, ou seja, é uma comunicação mais direcionada para a venda. Já os sites, podem ter diferentes objetivos. 

 

Em casos dos institucionais, eles servem para passar credibilidade a sua empresa e oferecer argumentos de que você é a melhor opção no mercado. 

 

Além disso, através dessa página, você consegue explicar todos os seus serviços e diferenciais. Além de colocar depoimentos de clientes, vídeos institucionais, galeria e muito mais.

 

As Landing Pages servem principalmente para conquistar, mas se você quiser produzir conteúdo para que seu cliente permaneça é muito importante usar o blog. 

 

Essa ferramenta ajuda na criação de materiais relevantes que podem manter o contato com o cliente. Se você oferece um produto, por exemplo, pode utilizar o blog para explicar como ele funciona, quais os benefícios e como ele pode facilitar ou oferecer uma experiência diferenciada para o consumidor. 

 

Além disso, você pode criar conteúdos de descobrimento, de começo de funil, onde o seu consumidor pode não estar pronto para comprar, mas está buscando informações pela internet. 

 

Sanando as dúvidas e questionamentos das pessoas, elas podem vir futuramente a compor o seu time de clientes, pois elas já estabeleceram uma relação de confiança com a sua empresa. 

 

Assim, é necessário usar as duas estratégias para conquistar os clientes. Além disso, o seu site pode servir de plataforma para hospedar as landing pages. 

 

Como estruturar Landing Pages que convertem de verdade

 

No nossos sites você encontra diversos conteúdos que te ensinam a otimizar os sites e produzir conteúdos para rankear no Google, além de dicas incríveis sobre SEO. 

 

Por isso, hoje viemos dar dicas para ter uma Landing Page de sucesso. 

 

 

  • Título 

 

 

O que mais chama atenção no blog também é o que atrai na landing page: o título. Por isso, você precisa deixar claro logo de início sobre o que se trata a sua oferta.

 

Ele deve ser simples, mas também precisa ser atrativo para estimular o usuário a ler toda a sua página. 

 

 

  • Oferta 

 

 

Duvido que você que está lendo este artigo entregue informações pessoais em troca de qualquer conteúdo. Se você não faz isso…

 

Então porque o seu cliente deveria fazer? 

 

É por isso que você precisa oferecer para o usuário uma oferta de valor, não pode ser algo facilmente encontrado em outros locais. 

 

Além disso, você precisa entregar uma boa descrição para eliminar possíveis dúvidas e alinhar as expectativas. 

 

Você também pode usar recursos como negrito, sentenças curtas e vídeos explicativos para aprofundar na sua proposta. 

 

Outra coisa importante é não só demonstrar as vantagens, mas como elas podem ser utilizadas pelo consumidor, como o seu produto será útil para ele. 

 

 

  • CTA

 

 

Os famosos Call To Action, ou CTA para os íntimos, é o que faz o seu visitante tomar uma atitude. Não interessa se o seu conteúdo é maravilhoso , mas o seu cliente em potencial não souber o que deve fazer. 

 

Você precisa direcioná-lo. 

 

Seja para baixar um e-book, comprar um produto, inscrever-se na newsletter, garantir um curso ou webinar, o usuário precisa fazer alguma ação. 

 

 

  • Visual

 

 

Além de atrair com texto, o visual é muito importante. É muito indicado criar páginas atrativas, com imagens que representam a sua oferta e escolha um modelo que se adeque ao conteúdo textual.

 

Não esqueça também de criar identidades visuais que se encaixem com a da sua empresa, mas lembre-se quem nem sempre os layouts mais bonitos são os que convertem mais. Entenda o seu público. 

 

 

  • Formulário

 

 

Um fator muito importante para conversão são os formulários e quais campos você pode utilizar para atingir os seus objetivos. 

 

Não existe um tamanho ideal de formulário, por isso, você precisa estudar a estratégia que mais se adequa ao seu negócio. Mas existe um senso comum de que quanto mais campos de preenchimento, menos conversões. 

 

Porém quanto mais informações você pedir, maior a qualificação dos leads. 

 

Conheça os formulários premium utilizados  nos sites Mobsite clicando aqui (você também encontra dicas incríveis). 

 

 

  • Prova social 

 

 

Quando alguém te indica um produto, você não sente mais confiável em adquirir um produto ou serviço?

 

Pois é, isso também ocorre com o seu cliente. 

 

Então, acrescente na sua página provas sociais de que comprovam a qualidade do que você está oferecendo. 

 

Você pode fazer isso usando depoimentos ou até o número de pessoas que já foram convertidas. Assim, você demonstra que outras pessoas encontram valor na sua oferta. 

 

  • Escassez 

 

 

Quem nunca comprou algo porque sentiu que essa era a sua última oportunidade. É triste (ou não) dizer isso, mas você precisa criar ansiedade no seu consumidor. 

 

Para isso, você pode colocar o tempo que falta para a oferta se esgotar, isso em contagem de cronômetro ou até de dias. 

 

Desse jeito, o seu usuário vai entender que precisa tomar a decisão rapidamente e ficará mais propenso em fornecer os dados que você precisa. 

 

 

  • SEO 

 

 

Você já deve estar cansado de escutar, mas você precisa otimizar as suas páginas online. É isso mesmo, você não só pode como deve aplicar SEO nas suas landing pages. 

 

Isso porque, já que você construiu uma página de alta conversão com conteúdo direcionado, por que não ranquea-lo no Google?

 

Não desperdice essa oportunidade.

 

Você encontra um artigo falando sobre estratégias de SEO clicando aqui

 

 

  • Mobile Friendly

 

 

Se você acha que o seu cliente só vai entrar na sua página pelo computador ou notebook você não está muito enganado, está extremamente. 

 

Assim como você, o seu cliente consome muitos conteúdos por smartphones, por isso, a sua página precisa se adequar a diferentes tamanhos de tela. 

 

Portanto, não perca conversões, porque você não pensou na experiência do usuário. 

 

 

  • Divulgação 

 

 

Agora que você criou uma página incrível, você precisa divulgá-la. Você precisa fazer o seu cliente aterrissar na sua landing page. 

 

Para isso, utilize bastante as redes sociais, e-mail marketing, mídias pagas e, claro, o seu blog e site. Não adianta escrever um conteúdo altamente convincente se ninguém vai ler.