Você conhece a LGPD, ou melhor, a Lei Geral de Proteção de Dados? Essa sigla, que vem ganhando espaço na pauta dos empreendedores, chegou pra ficar e traz consigo mudanças significativas que você, assim como a gente, precisa estar atento. 

 

O que é a LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados foi sancionada em agosto de 2018 e passa a entrar em vigor a partir de agosto de 2020. Essa regulamentação estabelece algumas regras para empresas e organizações que atuam, no Brasil, com dados sensíveis dos usuários. 

A lei chega para permitir que o usuário tenha mais controle sobre seus dados pessoais, aumentando a privacidade dos dados e o poder de fiscalização dos órgãos reguladores, promovendo processos mais transparentes entre as empresas e usuários.

A medida regula o tratamento das informações sensíveis recebidas por uma empresa. A LGPD determina o que a empresa pode fazer ou não fazer com os dados que um usuário forneceu online.

 

Quais as implicações da Lei?

Na prática, a lei dá às pessoas autonomia para decidir se uma empresa poderá usar seus dados ou não.

Isso significa que as empresas não podem mais utilizar dados dos usuários para estratégias de marketing, vendas e ações que não estejam no pleno conhecimento do cidadão que forneceu os dados.

A LGPD reafirma os padrões de segurança e estabelece que as empresas tenham um compromisso com o zelo, privacidade e segurança das informações do usuário.

O que devo estar atento…

De maneira geral, não existe uma fórmula pronta para isso. Para estar em conformidade com a lei é preciso movimentar todas as áreas da empresa para mudar os processos como um todo e poder continuar suas atividades sem empecilhos e dificuldades jurídicas. 

Para início de conversa, nunca ficou muito claro com o que o usuário está concordando quando ele entra em um site e cadastra suas informações, até porque, não é comum que uma pessoa leia todos os termos de privacidade de um serviço online.

Em outras palavras, no geral, todo mundo pula aquele texto gigante com letrinha de bula, não é mesmo? Pois bem, você empreendedor que tem um site precisa pensar estrategicamente em como deixar a coleta de dados dos usuários mais transparente. 

Primeiro, atualize as políticas de privacidade e deixe mais evidente quais são as informações que o usuário cede quando acessa o seu site. 

Atualize as políticas internas e externas, que dizem respeito à proteção, retenção e o gerenciamento das informações do usuário do seu site. 

Opa! Também é hora de atualizar os cookies. Esses arquivos armazenam as informações do usuário que navega no seu site, então, eles têm tudo a ver com a LGPD. Por isso, é importante estar atento ao que eles armazenam e se o fazem em conformidade com a lei. 

Um outro ponto importante é que a lei determina que você elabore um registro das operações de tratamento de dados pessoais. Assim, você declara qual a finalidade do processamento dos dados que você obteve.

 

Aplicação no Mobsite

Aqui no Mobsite nós estamos nos articulando para entrar em conformidade com as exigências da LGPD. Nossos sites já seguem os padrões de segurança e privacidade.

Porém, iremos analisar caso a caso para entender quais mudanças se aplicam ao projetos que desenvolvemos, a fim de fazer o uso adequado dos recursos de tecnologia para entregar site de alta performance e, claro, transparência com o usuário.