Linguagem de programação refere-se a uma série de símbolos e códigos que orientam a programação no desenvolvimento de web.

Existem dois tipos de linguagens as de client-side e as linguagens server-side, conhecidas também como front-end e back-end, respectivamente. A primeira é estruturada para somente o navegador entender, ou seja, o processamento dessa linguagem é feito pelo browser da máquina.

Já as linguagens server-side, no entanto, são linguagens que o servidor entende. Isso significa que o código será processado pelo servidor, que vai mandar para o seu navegador a resposta.

Essas nomenclaturas de estendem também para designar os profissionais que atuam com essas linguagens, onde quem trabalha na interface do usuário é chamado de desenvolvedor front-end e aqueles que trabalham no core da aplicação, são chamados de desenvolvedores back-end.

Linguagens Client – side

  • HTML (xHTML, HTML4, HTML5…)
  • CSS (CSS2.1, CSS3…)
  • JavaScript

Linguagens Server – side

  • PHP
  • ASP
  • Java
  • Ruby
  • Python

 Ao longo dos anos, as linguagens de programação aumentaram seu poder de flexibilidade e a capacidade de execução de tarefas cada vez mais complexas.

 

Conhecendo as linguagens de programação

A linguagem de programação é o meio que possibilita que o desenvolvedor escreva um conjunto de ações, dados e algoritmos para criar programas que orientam o comportamento físico e lógico de uma máquina.

Em outras palavras, as linguagens de programação são um sistema estruturado interpretado pelo programador. Ela obedece uma série de regras que permite a expressão de determinadas ações no sistema.

 

Para que servem as linguagens de programação?

Primordialmente, um computador só é capaz de entender palavras e executar uma sequência de passos quando ele recebe instruções para realizar determinadas ações. 

De modo geral, é justamente para isso que existem as linguagens de programação, para facilitar a comunicação entre programador e hardware. Assim, o programador escreve instruções em uma linguagem que o computador possa interpretar.

Para fazer isso existem as linguagens de programação de baixo e alto nível, que definem qual o nível de inteligência da máquina para realizar ações.

As linguagens de baixo nível são orientadas à máquina. Essa linguagem exerce o controle direto sobre a estrutura física do equipamento.

Enquanto as linguagens de alto nível buscam facilitar o trabalho do programador. Além disso, essas linguagens permitem que você escreva códigos usando os idiomas que conhece (português, espanhol, inglês etc.), traduzindo-os em seguida para o idioma da máquina por tradutores ou compiladores.

 

Resumidamente…

As linguagens de baixo nível orientam a comunicação interna da máquina e cada instrução tem um código de operação único. Elas trabalhas com instruções do processador, para isso é necessário conhecer os registradores da máquina.

Já as de alto nível, por sua vez, permitem que o programador forneça instruções à máquina de modo mais fácil. A máquina realiza um processo inteligente de absorção de informações mais abstratas e interpretação das mesmas.

 

Quais as linguagens mais famosas:

O índice Tiobe organiza as linguagens de programação mais usadas por desenvolvedores no mundo todo, e é atualizado mensalmente desde 2002.

De acordo com o Tiobe Index, as linguagens mais utilizadas pela comunidade desenvolvedora no mundo, a princípio, são:

Javascript – O mais famoso do momento é o Javascript que é uma linguagem de programação interpretada. Ele é amplamente utilizado no desenvolvimento de aplicações web, mobile e sites no geral. 

Foi originalmente implementado como parte dos navegadores web para que os scripts pudessem ser executados do lado do cliente (client-side) sem a necessidade deste script passar pelo servidor.

Esse queridinho dos programadores tem muita utilização em aplicações web e vem ganhando espaço no desktop/mobile, sendo bastante usado para criar interatividade. 

 

Java –  Java se caracteriza por ser portável, ou seja, é possível compilar um programa em Java para todo tipo de aparelho. 

Antes de mais nada, Java é a linguagem mais usada para programar nativamente para celular, sendo muito utilizado para a criação de aplicativos Android.

Por ser versátil, é possível encontrar Java em programas mais complexos, como bancos de dados, inteligência artificial e até mesmo em softwares de cálculos mais simples como visores de microondas.

 

PHP – O PHP também é uma linguagem interpretada. Em outras palavras, ele é mais complexo, por isso marca forte presença no desenvolvimento de banco de dados. 

O PHP é eficiente na operação de grande volume de informações, por esse motivo, o Facebook na versão desktop tem grande parte do seu código fonte escrito em PHP, devido a necessidade de uma base de dados sólida.

 

Python – Esse linguagem vem ganhando destaque por ser uma linguagem de programação multiuso, sendo usada principalmente para desenvolvimento web e análise de dados.

Com Python é possível acessar bibliotecas que oferecem funcionalidades para o desenvolvimento de projetos.

A tecnologia é bem recorrente e está presente em códigos de grandes produtos digitais, como Instagram, Netflix, Spotify, Reddit, Facebook, Google e outros.

 

Concluindo

Sem as linguagens de programação o trabalho dos desenvolvedores seria muito difícil, isso porque não haveriam uma série de regras e estruturas que possibilitassem a comunicação entre o programador e máquina. 

Para nossa equipe de programadores do Mobsite, as linguagens de programação permitem a criação de sites de alta performance e com ótimo desempenho, além da realização de atividades do suporte técnico, entre outras operações.